Contact Information

Theodore Lowe, Ap #867-859
Sit Rd, Azusa New York

We Are Available 24/ 7. Call Now.

Falou em dieta, cada hora surge um nova, sempre com uma abordagem diferente, que só pode comer isso ou aquilo. Claro que existe uma indústria que vive de criar essas novidades, que funcionam como na moda – cada temporada tem uma queridinha. Já teve a Dukan, do tipo sanguíneo, sem glúten, da comida crua, do vinagre, do ovo cozido… Algumas até parecem piada (rs), mas a questão é que sempre tem gente pra se identificar com cada uma delas.

Sabe qual é a da vez? A sirtfood diet, que ficou famosa depois de ser a eleita pela cantora Adele para dar aquela enxugada na silhueta. Apesar de estar nos holofotes, ela é bem polêmica e divide opiniões, já que restringe bastante a alimentação em termos calóricos, o que para alguns pode ser um risco.

Sirtfood, a dieta que fez a Adele perder peso...
Sirtfood, a dieta que fez a Adele perder peso…

Para explicar de forma simples, ela funciona da seguinte forma: a ativação das enzimas SIRT1 a SIRT7 protegem as células de inflamações, do envelhecimento e do acúmulo de gordura. Falando de maneira um pouco mais técnica, elas, que também são conhecidas como sirtuínas, atacam a formação das células de gorduras brancas, ativam a quebra de lipídios, reduzem a biossíntese de triglicerídeos, além de reduzirem o estresse e a oxidação celular. Ou seja, teoricamente, tudo de bom!

Dieta polêmica sugere cardápio com poucas calorias
Dieta polêmica sugere cardápio com poucas calorias

A questão é que esse sistema todo funciona quando o organismo é submetido a uma redução drástica de alimentação, por isso ela é baseada em um cardápio beeeeem baixo de calorias por dia: 1.000 na primeira semana e 1.500 na segunda. Só para ter uma ideia do desafio, uma pessoa com atividades físicas “normais”, precisa de 2.500 calorias para segurar bem a onda.

Aidan Goggins e Glen Matten, autores do livro "The Sirtfood Diet"
Aidan Goggins e Glen Matten, autores do livro “The Sirtfood Diet”

O assunto é a pauta do livro “The Sirtfood Diet”, de autoria dos nutrólogos Aidan Goggins e Glen Matten, ainda sem publicação em português. A dieta proposta por eles privilegia alimentos que coloquem as sirtuínas para funcionar e, consequentemente, estimulem a metabolização da gordura. Ricos em resveratrol, que é responsável pelo aumento de atividade celular e antienvelhecimento dos tecidos, fazem parte da lista: uva vermelha, amendoin, vinho tinto, morango, nozes, mirtilo, maçã, chocolate amargo, couve, chá verde, azeite e café, só para citar os principais. Não preciso nem dizer que essas delícias todas podem ser consumidas, mas de forma controlada, claro (rs). Se fizer direitinho, a promessa é de perder até 3kg em 1 semana!

Já pensou poder comer chocolate e tomar vinho na dieta?
Já pensou poder comer chocolate e tomar vinho na dieta?

O ponto de atenção é que nem todo mundo pode adotar uma alimentação de baixas calorias, já que algumas pessoas podem passar mal. Sem contar que essas dietas restritivas sempre devem ser praticadas somente com acompanhamento médico e por um curto período – nada de loucuras!

Meu papel aqui não é incentivar isso ou aquilo, mas apenas compartilhar e discutir com você as opções que existem para ajudar na perda de peso. Como sempre falo, se o “Projeto Verão” fizer parte do seu estilo de vida e não apenas em uma parte do ano, essas dietas milagrosas podem ficar de lado… #secuide #fiquememforma #dieta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *